segunda-feira, 14 de julho de 2014

O sol...


Que o sol brilhe em nosso interior como uma luz de grandeza... ♥

quarta-feira, 12 de março de 2014

O tempo!...



O tempo lá fora
É diferente
Ele passa depressa
Quase não percebemos
O tempo aqui dentro
É demorado
É alterado
Hora triste
Hora feliz
Onde se diz
Eterno tempo
Que cura tudo
Que tudo lembra
O tempo
Que passa
E me enlaça
Em lembranças
Demoradas
O ontem
O hoje
Um só momento

Carmem Dalmazo

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Um novo sentir!...


Há um novo sentir
Dentro do meu peito
Que arde como brasa
Que queima como gelo
É simples como flor
Que nasceu do amor
Transformou-se em dor
Teimoso
Ele sabe o que quer
Neste peito de mulher
Pra sempre quer ficar
Deixando o tempo passar
Pra dor melhorar
E contigo ficar...

Carmem Dalmazo

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Guardados!...

E guardou,
Dentro de si tantos sonhos,
Tantas vontades,
Tão bem guardados,
Que nunca mais os encontrou...


Marcelo Vico

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Um dia a gente aprende!...

Aos poucos eu percebi. Que se apaixonar é inevitável e que as melhores provas de amor são as mais simples. Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que ser classificado como bonzinho não é bom. Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você. Um dia saberemos a importância da frase: “Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”. Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, e que não damos valor a isso! Que homem de verdade não é aquele que tem mil mulheres, mas aquele que consegue fazer uma única mulher feliz! Enfim… um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem de ser dito. O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras!...
 
Mario Quintana.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

O amor!...


“Porque o amor não é só festa, ele também é enterro. Precisamos enterrar nosso orgulho, prepotência, ciúme, egoísmo, nossas falhas, desajustes, nosso descompasso. O amor não é sempre entendimento, mas a busca dele. Acho que o amor não é o caminho mais fácil, pois mais fácil seria dizer a-gente-não-se-entende-a-gente-não-combina-tchau-tchau. O amor é uma tentativa eterna. E se você topar entrar nessa saiba que o amor encontrou você. Seja gentil, convide-o para entrar...

Clarissa Correa